sábado, 5 de fevereiro de 2011

Consultei com Freud e parece que cresceram caraminholas na sua cabeça branca e rala que lhe deram algumas ideias novas. Disse ele que penso torto e ajo certo. Aliás, penso certo ajo torto. Não,não, é torto e torto, foi o que disse.
Foi mal, honey, não foi por mal.