domingo, 30 de agosto de 2009

Desarrazoado

A razão atrapalha o mundo
atrapalha meus planos
estorva meu sábado

A razão desata lembranças
e traz nessas andanças
não mais que um apêndice
dura quanto concreto
dura não mais que uma amnésia
volátil feito fórmula de Newton

a razão fez com que o homem
desacreditado
sofresse o seu fim tragado num sofá

a razão destrói metros e metros de sentimento

a razão atrapalha o amor

a razão, naquele dia, ciscou esse terreiro para fincar a estaca da resignação mas não encontrou terreno firme. A razão, nesse dia, foi dançar na pista e não voltou.

domingo, 23 de agosto de 2009

Lifted

Tô meio sem tempo pra postar aqui, apesar de estar escrevendo bastante. Enquanto isso, para as moscas não tomarem conta, vai mais um da pixar aí. Em homenagem ao Guito, meu irmão (muita saudades, cara!).



div style="background:#000000;width:400px;height:348px">

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

"Besouro"

Taí, com estreia nos cinemas prevista para dia 30 de outubro, vem um filme brasileiro muito foda. Conta a história do lendário capoeirista Besouro Mangangá. Esssa superprodução nacional do diretor João Daniel Tikhomiroff trouxe, inclusive, da China o coreógrafo de ação Hiuen Chiu Ku, o responsável pelos efeitos especiais e lutas de "Matrix", "O tigre e o dragão" e "Kill Bill".

Mas tinha que ser da Globo Filmes? Na hora em que ouvi o mesmo narrador que anuncia o filme dos Trapalhões e da Xuxa desanimei um pouco. Mas fico todo arrepiado só de pensar na projeção que esse filme pode ter. É um ufanismo meio tosco, mas eu torço muito para que dê certo.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Troféu Bexiga de Ouro

Está dada a largada. Quem tiver o mais branco ganha.

Técão 1 x 0 Eu.

Vai ter troco, seu bandido.

Técão é o cara que escreveu essa genialidade à la Angeli.
http://danilosteck.blogspot.com/2009/08/cor-do-objeto.html
(alguém além dele lê esse blog? Pra quê o link, então ô anta?)

Nome do prêmio dado pelo nosso querido Marcelo Lauria, o Marcelinho Perdigão.

Campanha anti-twitter II

A campanha anti-twitter já começou. É uma campanha solitária mas àqueles que quiserem participar serão bem-vindos para engrossar o coro dos descontentes. Assim, quem sabe, eu não faço tantos amigos quanto o Ashton Kutcher tem de seguidores.
Não dou ponto sem nódoa.

Volta e meia

Texto escrito há um tempinho atrás para o blog da minha turma de Comunicação. Andei pensando sobre essas coisas de novo nessa madrugada (agora já é dia) e vem a calhar, então. Vira e mexe penso nisso; aquele curta, por exemplo, que fizemos, nem sei se foi mais inspirado nesse texto aí ou em Michael Corleone metendo um sabugo na cara do Sollozzo e do McCluskey. Pra mim faz sentido.
Não dou ponto sem nódoa.
06:54h.

http://vamospolemizar.blogspot.com/2009/05/peticao-para-esses-que-ja-se-renderam.html

PETIÇÃO PARA ESSES QUE JÁ SE RENDERAM

Àqueles que não se cansam de se indignar, minhas salvas. Poderia aqui escrever um texto que contestasse suas várias atitudes, como esses gostam de fazer, mas entre esses e aqueles, prefiro aqueles, os que pensam que mudarão o mundo. Se sou como tais, não importa. Só importa o que direi a esses: calem-se. Não frustrem aqueles que diligentemente não se conformam, não desacreditem os que tem convicção de que são capazes, não ofusque os que, cegos, tentam fazer alguma coisa.
Não me digam que vocês serão chefes de redações de algum jornal sensacionalista ou donos de uma agência de publicidade. Parabéns a vocês (sem ironias). Corram pelo que é seu se as suas metas são encher-se de dinheiro, não acreditar no mundo, guardem toda sua sina pra você.
Calem-se, muitas pessoas vão querer ouvi-los (conformadas como vocês) nos seus jornais, lá vocês poderão dizer todos seus dogmas morais e serão acalentados pela maioria – e gostaria de desdizer Nelson aqui, a maioria não é burra, ela é só conformada (e juro, não acho que isso seja mal! É uma escolha, oras!) – mas, ademais, não desdigam aquele que trabalha por outro prol. Saiam juntos, aos bandos, amassem todo o barro que será digno de vocês. Chamem-me pra sair quando disserem o que pensam sobre o mundo, quero estar também, isso eu acho legal! Mas não frustrem aqueles que sonham. Não acabem com um discurso construído amiúde, com labor. Não se metam a dizer que não vai dar certo usando seu linguajar bombástico – ainda que saibam que não irá – pois essa é justificativa dos acomodados.
Não me falem de méritos, de quem suou a camisa pra chegar lá, isso não importa. Todo mundo fez o que suas condições (psicológicas, financeiras, ideológicas, etc.) lhe impeliram a fazer [Não sei ainda qual é a honraria em ser da artilharia do exército porque batalhou (não existiria outra palavra melhor) para tanto, se sua finalidade é matar pessoas e socar uma cultura sob o juramento sofismável de uma bandeira, mas isso é outra coisa (ou não)].
Se suas escolhas são só suas, em seu proveito, elas não interessam a ninguém. Soquem elas no seu ego e deixe ar para os que respiram também. Se você está cagando para o que os outros fazem, não os impeça de fazer, viva na sua redoma e cale-se. Nada tenho contra os acomodados, só contra os acomodados militantes.

Maurício Campos

Para enganar o sono II

Esse relógio aí está errado. São, na verdade, 5:51h da manhã.
Se eu durmo perco metade do dia de amanhã. As férias já estão curtas, tenho que aproveitar.
Se eu fico acordado vou ter que encontrar algo bem estimulante pra fazer. O que você me sugere? Comer, não. Ver tv? Só está passando programa infantil pela manhã. Pensar na vida? Daí eu durmo mesmo. Ler? Nem um livro bom poderia me soerguer. Continuar vendo vídeos no youtube? Já cansei.
Escrever para ficar acordado? Ó, acho que dá samba.